Paim apela por inclusão de negros, mulheres e outras minorias na política

Compartilhe

O senador Paulo Paim (PT-RS) defendeu, em pronunciamento nesta terça-feira (23), a inclusão de representantes dos setores mais vulneráveis da sociedade na política brasileira.

— Devemos aprimorar os mecanismos de inclusão política dos setores historicamente carentes de representação. Refiro-me a participação do povo negro, das mulheres, dos indígenas, da comunidade LGBT, entre outros seguimentos vulneráveis — disse.

O parlamentar informou que em 2016, as mulheres representavam 52,2% do eleitorado e apenas 13,4% dos que foram eleitos para o Parlamento. Já em 2018, elas preencheram apenas 16% das vagas em disputa para os cargos de senador e deputado federal. Segundo ele, a situação é ainda mais desigual entre a população que se declara negra.

— Onde estão os negros no Legislativo brasileiro? — indagou.

O senador também ressaltou a proposta do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), de adiar o primeiro turno das eleições municipais deste ano para 15 de novembro e o segundo turno para 20 de dezembro. Para ele, a possibilidade de adiamento, com manutenção do pleito ainda em 2020, mostra que o Brasil está num bom caminho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *