Flávio Bolsonaro diz que acusação de Paulo Marinho tem motivação política

Compartilhe

O senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) prestou depoimento ao Ministério Público Federal (MPF) nesta segunda-feira, 20, na investigação que apura se ele recebeu informações privilegiadas sobre a Operação Furna da Onça, que teve como alvo suspeitos de envolvimento na “rachadinha”.

Na saída do depoimento, em fala rápida à imprensa, Flávio defendeu a investigação contra o seu suplente, o empresário Paulo Marinho (PSDB), autor da denúncia que deu origem à investigação e ainda alegou que a acusação feita pelo suplente tem objetivos políticos.

“Isso é página virada. Espero que o Ministério Público do Rio e a Polícia Federal depois tomem providências sobre as mentiras que ele [Marinho] inventou”, disse o senador. “Ele está mais interessado na minha vaga no Senado do que em tomar conta da própria vida. Ele é pré-candidato a prefeito do Rio pelo PSDB. As pessoas têm que entender que têm que construir a vida política pelos próprios méritos”, completou.

A investigação foi aberta depois que Paulo Marinho afirmou, em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo, que Flávio Bolsonaro foi avisado de que seria deflagrada a Operação Furna da Onça, que teve como alvo suspeitos de envolvimento na “rachadinha” em gabinetes da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *