Facebook investiga mensagem enganosa de Trump usando foto na Ucrânia

Compartilhe

O Facebook está investigando um post da conta oficial de Donald Trump no Facebook que pretende mostrar violência nos EUA, mas é de fato um evento em outro país.

O anúncio mostra uma imagem de Trump em um ambiente calmo, conversando com policiais e outro de um oficial de segurança cercado por manifestantes, dizendo: “Segurança pública versus caos e violência”.

No entanto, a imagem é uma foto de um protesto pró-democracia na Ucrânia em 2014.

O que o anúncio mostra?

O post diz “Evangélicos para Trump estão prontos para ajudar a reeleger o presidente Donald J Trump”.

Na imagem à direita, o policial está usando um distintivo em seu soldado.

No entanto, é uma insígnia não reconhecível como uma polícia dos EUA veste – é uma cruz copta vista em países que praticam o cristianismo ortodoxo.

Anúncio na página de Facebook de Donald Trump
Legenda da imagemEsta imagem apareceu no anúncio do Facebook postado na página oficial de Donald Trump no Facebook

Usar uma pesquisa de imagem reversa mostra que a imagem é realmente da Ucrânia e foi postada pela primeira vez em 2014, durante a revolução que derrubou o governo.

O oficial de segurança na foto na verdade não é um policial dos EUA. Esse distintivo foi usado por membros das “tropas internas da Ucrânia”, uma seção agora desmantelada das forças armadas nacionais que também ajudava no policiamento.

A imagem também está na página da Wikipedia sobre a Revolução Ucraniana de 2014 e diz que mostra eventos em fevereiro de 2014, quando oficiais de segurança entraram em choque com manifestantes antigovernamentais.

A foto antiga do anúncio foi escolhida por um ex-funcionário de Hillary Clinton, Jesse Lehrich, em um tweet amplamente compartilhado.

Quem viu isso?

A página do presidente Trump no Facebook tem mais de 30 milhões de seguidores.

As imagens parecem ter sido feitas pelo grupo de campanhas “Evangélicos para Trump” e alcançaram principalmente usuários na Flórida e no Texas com mais de 55 anos, segundo estimativas do Facebook.

As empresas de mídia social Facebook e Twitter tomaram medidas nos últimos meses para rotular posts de funcionários públicos.

O Facebook começou a rotular posts nas páginas do presidente e Joe Biden – candidato do Partido Democrata à presidência nas eleições de novembro – com links para informações oficiais.

Pedimos comentários à equipe de campanha do Sr. Trump.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *