Conheça a curiosa cidade de Coober Pedy onde as pessoas vivem no subsolo

Compartilhe

Conhecida como a capital mundial da opala, a região abriga segredos que atraem exploradores e turistas do mundo inteiro

Localizada na Austrália, a pequena cidade de Coober Pedy é mundialmente conhecida como a capital da opala — pedra preciosa utilizada pelos reis da antiguidade. Com cerca de 3 mil habitantes, esta região repleta de minas, carrega lendas que atraem exploradores e turistas do mundo inteiro.

Segundo crenças antigas, a opala tinha o poder de deixar as pessoas invisíveis caso a envolvesse em folha de louro fresco e andasse consigo. Ainda hoje essa lenda é conhecida em Coober Pedy. Ao caminhar pela região, é possível se deparar com chaminés que brotam da terra, que na verdade tratam-se de poços de ventilação, chamados de dugouts, feitos para diminuir o calor do deserto.


No entanto, não só as casas em Coober Pedy são subterrâneas, mas também lojas, hotéis, bares e igrejas. Segundo o repórter da BBC, Michael Dulaney, que visitou o local em 2016, o interior dos estabelecimentos são frescos e agradáveis. Entretanto, muitas pessoas são atraídas à região pelo sonho de enriquecer com a opala, cuja gema chega a valer milhares de dólares.

Descobrimento da cidade 

A cidade de Coober Pedy foi descoberto em 1915, por William Hutchison, na época com 14 anos. Na ocasião, o jovem havia viajado para o Sul da Austrália, ao lado de seu pai e de dois sócios, que buscavam por ouro. No entanto, não encontraram o que desejavam, até que no dia 1º de fevereiro, William fez uma descoberta inusitada.

Naquele dia, o garoto desobedeceu as ordens de seu pai e saiu do acampamento para procurar água, mas acabou se perdendo. Ao anoitecer, os adultos ficaram preocupados com o desaparecimento repentino do adolescente. Horas depois, William apareceu sorridente, com os bolsos cheios de opalas. Além disso, o jovem encontrou água doce na região, algo extremamente raro por ali. 

Entrada de Coober Pedy / Crédito: Divulgação / District Council of Coober Pedy / BBC

As opalas

Essas pedras preciosas são resultados de condições especiais de climas e são datadas de mais de 100 milhões de anos atrás. Extremamente raras — as mais comuns são as vulcânicas — as opalas são o resultado de fluidos ácidos que  se dissolveram em areia de sílica rica em quartzo, quando o grande mar da Eromanga começou a secar.

Como esse tipo de opala é difícil de encontrar, elas valem milhares de dólares, o que atrai exploradores para a região, sendo a atividade de mineração a mais recorrente em Coober Pedy.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *