Região Amazônica: registra grande aumento de incêndios

Compartilhe

Dados oficiais do Brasil mostraram um grande aumento no número de incêndios na região amazônica em julho em comparação com o mesmo mês do ano passado.

Imagens de satélite compiladas pela Agência Espacial Nacional do Brasil revelaram que havia 6.803 – um aumento de 28%.

O presidente Jair Bolsonaro incentivou atividades agrícolas e de mineração na Amazônia.

Mas, sob pressão de investidores internacionais no início de julho, seu governo proibiu o início de incêndios na região.

Os números mais recentes levantam preocupações sobre a repetição dos enormes incêndios que chocaram o mundo em agosto e setembro do ano passado.

“É um sinal terrível”, disse Ane Alencar, diretor de ciência do Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia, pela agência de notícias Reuters.

“Podemos esperar que agosto já seja um mês difícil e setembro seja pior ainda.”

Bolsonaro criticou a agência de fiscalização ambiental do Brasil, Ibama, pelo que ele descreve como multas excessivas, e seu primeiro ano no cargo viu uma queda acentuada nas penalidades financeiras sendo impostas por violações ambientais. A agência continua subfinanciada e com falta de pessoal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *