Leipzig vence Atlético de Madrid por 2 a 1 e pega PSG na semifinal da Champions

Compartilhe
RB Leipzig venceu o Atlético de Madrid por 2 a 1, nesta quinta-feira, pelas quartas da Champions, e se classificou para a semifinal pela 1ª vez na história. O adversário na próxima fase será o PSG de Neymar, Mbappé e cia.

O triunfo foi um “presente” à equipe que buscou o ataque durante praticamente os 90 minutos, e acabou punindo a “covardia” do Atleti, que começou com o jovem João Félix no banco de reservas e se contentou em apenas segurar a pressão do rival durante a maior parte do confronto, em Lisboa

Em campo, a partida foi como se imaginava: alemães controlando a posse de bola, espanhóis fechadinhos e partindo em contra-ataques.

Na etapa inicial, porém, as chances claras de gol foram raríssimas: só uma para cada lado.

Carrasco deu o 1º susto, em chute forte bem defendido por Gulácsi. Do outro lado, Upamecano acertou boa cabeçada em escanteio, mas Oblak pegou firme.

E a 1ª etapa terminou insossa, com apenas 101 passes dos 451 combinados dos dois times indo para frente (67 do Leipzig, 34 do Atlético).

No 2º tempo, porém, o time alemão voltou voando e abriu o placar numa linda jogada de equipe.

Após excelente trocas de passes, Sabitzer recebeu na direita e cruzou com açúcar para Olmo, que cabeceou bonito, no cantinho de Oblak.

Um que no qual a bola passou pelos 10 atletas de linha, com 18 toques e um drible antes da conclusão.

O Atlético sentiu o gol, e Diego Simeone resolveu agir imediatamente, colocando João Félix no lugar do volante Héctor Herrera.

E o português mudou a cara do jogo. Partindo para cima a todo momento, ele foi criando chance atrás de chance e foi recompensado.

Aos 25 minutos, o jovem luso entrou driblando na área e foi derrubado por um carrinho de Klostermann: pênalti claro!

Na cobrança, o próprio João Félix assumiu a bronca e bateu com força, no canto para empatar.

Mas a valentia do RB Leipzig acabou premiada no final com a inédita vaga na semifinal da competição.

Aos 43, em rápido contra-ataque, Adams recebeu na meia-uta e bateu forte. A bola desviou em Savic e matou Oblak.

Alemães classificados!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *