Suécia tem noite de terror com protestos contra a queima do alcorão

Compartilhe

Manifestantes contra a queima de um Alcorão por partidários de extrema direita na Suécia entraram em confronto com a polícia durante várias horas de tumulto.

Carros foram incendiados e fachadas de lojas foram danificadas nos confrontos na cidade de Malmö, no sul do país, que agora estão sob controle. Houve várias prisões.

No início da sexta-feira, a polícia proibiu o político dinamarquês de extrema direita Rasmus Paludan de participar do comício que queima o Alcorão.

Seus apoiadores seguiram em frente de qualquer maneira.

A polícia sueca recusou Paludan na fronteira, dizendo que havia uma proibição de entrada de dois anos para ele.

O chefe do partido de extrema direita dinamarquês Stram Kurs (Linha Dura) foi condenado a um mês de prisão por uma série de crimes, incluindo racismo na Dinamarca no início deste ano.

Ele foi condenado por postar vídeos anti-islâmicos nas redes sociais de seu partido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *