Bayern de Munique vence o Al Ahly e vai para a final do Mundial de Clubes para enfrentar o Tigres do México

Compartilhe

O Bayern de Munique avançou para a final da Copa do Mundo de Clubes depois que os gols de Robert Lewandowski em cada tempo selaram a vitória por 2 a 0 sobre o campeão africano Al Ahly na semifinal de segunda-feira.

Os campeões europeus enfrentam o Tigres na final desta quinta-feira, depois que o clube mexicano derrotou o Palmeiras, na outra semifinal de domingo.

“Foi um jogo muito bom e estamos prontos para a final”, disse Lewandowski.

Ele deu ao Bayern a liderança com apenas 17 minutos decorridos no Estádio Ahmad Bin Ali, sede da Copa do Mundo de 2022 no Catar.

A estrela da Polónia voltou para casa depois de um cruzamento preciso de Leroy Sane, quatro minutos antes do apito, para garantir o lugar do Bayern na final.

Lewandowski, o maior goleador da Bundesliga, já marcou 29 gols em 27 partidas entre clubes nesta temporada.

O Bayern está tentando se tornar apenas o segundo time depois do Barcelona em 2009 a ganhar todos os seis títulos nacionais e internacionais em disputa em uma temporada.

Os gigantes alemães conquistaram os troféus da Bundesliga, Copa da Alemanha, Liga dos Campeões, Copa da Alemanha e SuperTaça Europeia em 2020.

“Queremos conquistar outro título – o sexto título durante esta temporada”, acrescentou Lewandowski.

“Esta é uma Copa do Mundo, que é sempre algo especial.

“Espero que possamos jogar ainda melhor na final e que tenhamos mais chances de gols.”

O campeão europeu pôs fim à invencibilidade de 32 jogos de Ahly em todas as competições sob o comando do técnico sul-africano Pitso Mosimane.

Os vencedores da Liga dos Campeões da África tiveram dificuldade para chegar perto do gol do Bayern, já que os alemães tinham 70% da posse de bola.

Apesar dos esforços de dois zagueiros para bloquear seu chute, Lewandowski colocou o Bayern na frente com uma finalização certeira após passe de Serge Gnabry.

O atacante polonês poderia ter feito o 2 a 0 no final do primeiro tempo, quando Joshua Kimmich empatou a defesa, mas Lewandowski chutou por cima da barra.

Ahly ganhou mais confiança no início do segundo tempo e criou meias chances, com os líderes da Bundesliga mostrando sinais de cansaço.

A forte neve em Berlim no sábado significou que o Bayern teve um atraso de sete horas em seu vôo para Doha, e o ritmo dos alemães caiu após o gol de Lewandowski.

De olho na final de quinta-feira em Al Rayyan, o técnico do Bayern, Hansi Flick, substituiu os atacantes Thomas Mueller e Gnabry na última meia hora.

Foram as pernas frescas do substituto de Gnabry, Sane, que criaram espaço para servir um cruzamento tardio que Lewandowski voltou para casa para encerrar a vitória.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *