EA conclui aquisição da Codemasters por US $ 1,2 bilhões

Compartilhe

Com a aprovação das formalidades de aprovação da lei de concorrência, a EA está posicionada para ser o maior nome em jogos de corrida.

A aquisição da Codemasters pela EA está oficialmente concluída, já que a gigante dos jogos de corrida se juntou formalmente à editora e trouxe consigo várias séries de jogos de corrida em um negócio avaliado em US $ 1,2 bilhão. O preço estava muito acima do Take-Two, que já havia feito uma oferta antes. Além disso, estabelece a EA como uma potência nas corridas.

Para comemorar, a EA tweetou a seguinte mensagem que deu as boas-vindas à empresa em suas fileiras:

Este é o início de uma nova era emocionante para jogos e conteúdo de corrida, pois reunimos as equipes talentosas da Electronic Arts e da Codemasters”, disse o CEO da Electronic Arts, Andrew Wilson, em um comunicado à imprensa. “Nossas equipes serão uma potência global em entretenimento de corrida, com jogos incríveis para jogadores em todas as plataformas, e mal podemos esperar para começar.”

Hoje é um marco na história da Codemasters e um dia emocionante para nossos funcionários e jogadores”, disse o CEO da Codemasters, Frank Sagnier. “A parceria com a EA permitirá que nossas equipes levem nossas aclamadas franquias a novos patamares e alcancem um grande público global por meio de sua rede de jogadores. Juntos, podemos redefinir o panorama dos jogos de corrida para criar experiências ainda mais atraentes para os fãs de corrida ao redor do mundo.”

A Codemasters foi colocada à venda em novembro, quando a Take-Two Interactive originalmente abordou a empresa britânica com uma oferta de compra de US $ 994 milhões. Ele teria reforçado uma linha de corrida relativamente pequena no Take-Two, onde a série Midnight Club desenvolvida pela Rockstar está no gelo há mais de uma década.

A EA assumiu a liderança com uma oferta muito mais lucrativa, pela qual a grande maioria dos acionistas da Codemasters votou a favor .

Com a aprovação das formalidades de aprovação da lei de concorrência, a EA está posicionada para ser o maior nome em jogos de corrida. Além de Need for Speed ​​e Burnout, a editora também tem acesso a franquias de corrida como Dirt , Grid e a série anual de F1 . A Codemasters também garantiu recentemente os direitos do FIA World Rally Championship (WRC) e adquiriu a Slightly Mad Studios , a desenvolvedora por trás do Project Cars e Fast & Furious Crossroads .

Essa aquisição também significa que os jogos da Codemasters se beneficiarão da experiência da EA na criação de títulos de serviços ao vivo e dos extensos recursos da empresa na elaboração da próxima geração de jogos de corrida.

Quanto à série Need for Speed, desenvolvida pela EA, o desenvolvimento está de volta nas mãos do desenvolvedor da Burnout Criterion Games , enquanto Ghost Games se tornará a EA Gothenburg mais uma vez. Ghost Games foi responsável pelas últimas iterações do jogo, mas foi Need for Speed: Most Wanted 2012 da Criterion que recebeu mais elogios naquele período de tempo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *