Dexametasona reduz mortalidade em casos graves de coronavírus, diz estudo

Compartilhe

Dexametasona reduz mortalidade em casos graves de coronavírus, diz estudoResultados preliminares de uma pesquisa colocam esse corticoide como o primeiro remédio capaz de diminuir o risco

A dexametasona, um corticoide comumente receitado para alergias graves, artrite reumatoide e outros problemas, pode ser o primeiro remédio comprovadamente eficaz para reduzir a mortalidade do coronaví…
Leia mais em: https://saude.abril.com.br/medicina/dexametasona-reduz-mortalidade-em-casos-graves-de-coronavirus-diz-estudo/

Pois bem: 2 104 pacientes tomaram o corticoide por dez dias, enquanto outros 4 321 não o receberam. Ambas as turmas passaram pelos cuidados usuais necessários.

Além de o experimento não ter sido publicado em um periódico científico, os participantes que ficaram sem a dexametasona não receberam um placebo, o que seria ideal para tornar os dados ainda mais con…
Leia mais em: https://saude.abril.com.br/medicina/dexametasona-reduz-mortalidade-em-casos-graves-de-coronavirus-diz-estudo/

A ação da dexametasona contra o coronavírus
Estamos falando de um corticoide antigo, usado desde a década de 1960. Ela faz parte da lista de medicamentos essenciais da Organização Mundial da Saúde ,e trata desde problemas reumatológicos a alergias.

“A dexametasona não é cara […] e pode ser usada imediatamente para salvar vidas no mundo”, diz Peter Horby, um dos líderes do estudo Recovery.

Curiosamente, corticoides podem suprimir o sistema imunológico, nossa linha de defesa natural contra infecções. Contudo, em uma matéria publicada pela Nature, o médico Anthony Fauci, chefe do Institut…
Leia mais em: https://saude.abril.com.br/medicina/dexametasona-reduz-mortalidade-em-casos-graves-de-coronavirus-diz-estudo/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *