Presidente do CSE afirma: “Não vejo necessidade de voltar agora aos treinos”

Compartilhe

A espera acabou. O futebol alagoano começa a engatinhar para um possível recomeço, após a liberação dos treinos presenciais dos clubes que disputam a 1ª Divisão do Estadual, através da flexibilização do novo decreto do governo, lido nessa segunda (22). Tanto CRB quanto CSA voltaram nesta terça-feira (23) às atividades nos centros de treinamentos. Contudo, para outros times que jogam no Alagoano, esta realidade é um pouco diferente.

Dos oito clubes que disputam a “Série A” do Campeonato Alagoano, quatro deles não participam de quaisquer outras competições além do Estadual, entre eles, o CSE, de Palmeira dos Índios. Segundo o presidente o Tricolor, José Barbosa, em entrevista à Gazetaweb, essa retomada aos treinos só interessa aos clubes que disputarão campeonatos nacionais. 

“Neste momento, só é interessante voltar para CRB, CSA, Coruripe e Jaciobá, porque disputarão o Brasileiro, então, eles têm que retornar aos treinamentos para estarem no nível das outras equipes. Para os demais times do Alagoano, não vejo necessidade de termos que iniciar agora”, disse Barbosa. 

O dirigente foi além, citando o decreto do governador Renan Filho, enfatizando que foram autorizados apenas os treinos, sem data para a retomada do Alagoano. “Se chamarmos o pessoal de volta, começar os treinamentos sem uma perspectiva de quando vai recomeçar o Estadual, como não temos um orçamento definido, fica difícil para termos que equacionar o pagamento de salários. Se retornarmos agora e o Alagoano voltar só em setembro, vamos treinar os dois meses. Temos que ter à disposição as academias, farmácias. Porque será uma nova pré-temporada, teremos que investir nisso tudo. Então, não é interessante voltarmos aos treinamentos. Temos que ter uma definição por parte do governador para iniciarmos os treinos. A princípio, o CSE não pensa em chamar os atletas para voltar aos treinos”, afirmou o mandatário do Tricolor de Palmeira dos Índios.

Na última semana, a Federação Alagoana de Futebol (FAF) divulgou a criação de um Departamento Médico para auxiliar e guiar os clubes para esta volta do futebol do Estado, e, assim como aconteceu com CRB e CSA, a federação irá arcar com os custos para os demais clubes também. “Mesmo que no próximo decreto o governador informe que o Alagoano pode ser retomado, haverá reunião entre os clubes e a FAF, para afirmar quando reiniciará o campeonato”, ressaltou o presidente do CSE. 

Barbosa comentou que fica receoso em ter que expor os funcionários do clube à Covid-19. “A situação ainda está muito difícil, inclusive, em Palmeira, falece alguém todos os dias. E ficamos com receio de nos expor, além da comissão técnica e os jogadores”, completou, salientando que, se houver, de fato, o retorno, seguirá à risca o protocolo de segurança.

A retomada das atividades implica numa série de desafios para os clubes, como a sanitização do espaço para os treinamentos como o gramado, as academias e os vestiários. “Estamos cuidando do gramado, até porque é o palco maior, temos que cuidar dele para que os atletas possam realizar os treinos e jogos. Com relação aos vestiários, não mexemos porque a estrutura é boa. Estamos apenas fazendo umas manutenções, além de que a estrutura do estádio está em posse do poder público, que disponibiliza três funcionários que trabalham todos os dias para mantê-lo”, disse o presidente do Tricolor. 

Anteriormente, à Gazetaweb, o mandatário já havia comentado sobre a situação dos atletas que tinham sido dispensados e não retornariam para o clube, sendo necessária a contratação de novos jogadores. “Perdemos cerca de nove atletas. Não vamos contratar o que perdemos, mas realizar contratações pontuais, porque a indisponibilidade de dinheiro é uma dificuldade para todas as equipes. Inclusive, já tivemos contato com alguns atletas para compor nosso elenco, e não ficaremos atados com o pessoal que tinha vínculo com o clube”, finalizou José Barbosa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *