Em protesto, Paulo Autuori não deve comandar o Botafogo neste domingo

Compartilhe

O técnico Paulo Autuori foi liberado por uma liminar para estar à beira do campo neste domingo, às 11h, no Estádio Nilton Santos, onde o Botafogo recebe a Cabofriense, pelo Campeonato Carioca. No entanto, em protesto, ele não deve comandar o time. A missão ficaria para o auxiliar Renê Weber.

O treinador deu sinais da postura ao reafirmar as críticas à organização do futebol carioca. Autuori interpretou a punição do Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro como ataque à liberdade de expressão. Ele, inclusive, pediu para o Botafogo não recorrer da decisão, o que o clube optou por fazer mesmo assim.

Autuori foi denunciado pela procuradoria do TJD-RJ por “ofender e denegrir a imagem da federação e do presidente Rubens Lopes sem qualquer fundamento”. Os acusadores se referem às declarações do técnico em entrevista ao jornal “O Globo”, em que o treinador chamou a Ferj de “federação dos espertos”. Ele pegou 15 dias de suspensão preventiva.

O vice-presidente do STJD, Otávio Noronha, declarou que as falas na entrevista precisam de apuração, mas discordou da punição dada pela instância estadual. Segundo ele, “são fatos absolutamente corriqueiros no dia-a-dia do futebol”. Assim, concedeu a liminar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *