Sem pressa, Benfica monitora Libertadores por novo bote em Jesus

Compartilhe

Em meio ao burburinho sem sentido de uma busca do Barcelona por Jorge Jesus, Marcos Braz postou em rede social: “Continuo dormindo bem tranquilo. Segue o jogo”. Confiança de quem tem ótimo relacionamento com o treinador e também a palavra de que não deixará o Flamengo ao menos até o fim da temporada (o contrato vai até junho de 2021).

O Benfica sabe de tudo isso e joga com o inesperado. A imprensa lusitana debate quase que diariamente a obsessão pelo nome do Mister. Seis pontos atrás do Porto, o clube de Lisboa tem situação complicadíssima na corrida pelo título nacional e optou por manter o interino Nelson Veríssimo nas cinco rodadas finais da competição.

Com a decisão, o Benfica ganha tempo para aguardar a definição a respeito das voltas do Brasileirão e da Libertadores. Ao recusar a ofertar de dez dias atrás, Jesus deixou claro seu compromisso com o elenco por novas conquistas. E é a esse detalhe que o clube português se apega.

Como a pandemia do coronavírus segue com números alarmantes no Brasil e em vários países da América do Sul, a percepção dos benfiquistas é de que a volta neste ano não é uma certeza. Desta maneira, se dá ao luxo de aguardar novas movimentações.

No Brasil, a CBF prevê a volta do Brasileirão para o dia 9 de agosto, mas o martelo ainda não está batido. A situação da Libertadores é ainda mais indefinida.

A Conmebol definiu protocolos que envolvem até mesmo as chegadas e saídas das delegações de cada país. O presidente Alejandro Dominguez, por sua vez, deixou claro em evento do Mercosul que depende das autoridades competentes de cada nação, sem falar em datas.

De Portugal, o Benfica monitora de perto todos os passos com a convicção de que o Mister é a melhor opção para substituir Bruno Lage e aguarda brecha para um novo bote. Tudo depende do calendário.

Nada que perturbe o sono do Flamengo até aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *