Questão financeira entre Gustavo Gómez e Palmeiras trava registro de novo contrato

Compartilhe

O novo contrato do zagueiro Gustavo Gómez com o Palmeiras, que será em caráter definitivo e válido até junho de 2024, ainda não foi registrado. O vínculo anterior venceu em 30 de junho.

Apesar de a parte burocrática estar adiantada, divergências financeiras entre o jogador e o clube travam o processo.

Entre Palmeiras e Milan, que detinha os direitos econômicos, está tudo certo. O ITC (Certificado Internacional de Transferência, na tradução do inglês) já foi repassado pelo clube italiano, mas o registro só será efetivado depois do acerto com Gómez.

Procurado, o Palmeiras confirmou que estão sendo feitos ajustes no acordo, mas informou que não entraria nos detalhes das conversas em andamento. O clube disse ainda ver com muito otimismo uma resolução rápida do tema.

Alvo de interesse em outras janelas de transferência, o paraguaio de 27 anos voltou a receber sondagens nas últimas semanas, mas o Palmeiras se vê respaldado pelo acordo de mais quatro anos.

Gómez foi contratado do Milan em julho de 2018. Para não se pagar de imediato o valor total pela aquisição dos direitos econômicos, ficou acertado um modelo com uma sucessão de empréstimos. O vínculo que venceu em junho, porém, foi o último contrato de curto prazo.

O custo de toda a operação é especulado em cerca de 5,5 milhões de euros. No último balanço financeiro divulgado pelo Palmeiras, relativo ao exercício de 2019, consta ainda o compromisso de pagamento de R$ 793 mil ao clube italiano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *