Trump diz que convenceu ‘muitos países’ a vetar participação da Huawei em redes nacionais de 5G

Compartilhe

O presidente dos EUA, Donald Trump, disse que era responsável pela decisão do primeiro-ministro Boris Johnson de proibir a Huawei da rede 5G da Grã-Bretanha, uma observação que Londres ignorou e que Pequim disse que provou que o movimento britânico era político.

ohnson ordenou na terça-feira que os equipamentos da Huawei fossem completamente eliminados da rede 5G da Grã-Bretanha até o final de 2027, arriscando a ira da China sinalizando que o maior fabricante de equipamentos de telecomunicações do mundo não era bem-vindo no Ocidente.

Há muito que Washington pressiona por esse passo e ainda pede a outros países europeus que tomem medidas semelhantes.

“Convencemos muitos países, muitos países – eu fiz isso pessoalmente – a não usar a Huawei, porque achamos que é um risco inseguro à segurança, é um grande risco à segurança”, disse Trump a repórteres no Jardim de Rosas da Casa Branca.

“Conversei com muitos países sobre o uso: se eles querem fazer negócios conosco, não podem usá-lo. Ainda hoje, acredito que o Reino Unido anunciou que não o usará. ”

A Grã-Bretanha disse que sua proibição da Huawei é motivada por suas próprias preocupações de segurança e por preocupações de que o fornecimento de equipamentos da Huawei possa ser interrompido por sanções dos EUA.

Negava que Trump fosse o único responsável pela proibição da Huawei. Questionado sobre os comentários, o secretário de saúde britânico Matt Hancock disse: “Bem, todos nós conhecemos Donald Trump, não sabemos”.

Com informações Reuters

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *