Fla ainda não bate martelo com Domènec, que tem nomes para comissão técnica

Compartilhe

O Flamengo está inclinado a fechar com Domènec Torrent para ser seu novo treinador, mas ainda não bateu o martelo. O vice de futebol, Marcos Braz, e o diretor executivo, Bruno Spindel, estão em Lisboa nesta manhã de terça-feira. Há três dias eles se reuniram com o técnico em Madri. Se uma conversa definitiva acontecer, é provável que não seja na capital portuguesa.

O espanhol tem dois nomes de sua provável equipe de treinamento, que formariam parte da comissão técnica: Jordi Guerrón (ex-auxiliar de Pablo Machin no Sevilla) e Jordi Gris (trabalhou na Índia, morou por dois anos no Brasil, fala português; atuou na equipe de Pep Guardiola e auxiliou Domènec em Nova York. Seu nome foi divulgado primeiramente pelo site Globo Esporte, por sinal). Eles seriam os assistentes técnicos diretos.

Para as funções de preparador físico não há nome definido por Domènec, porque o profissional que o acompanharia não viria ao Brasil por questões pessoais. Torrent, inclusive, pediu sugestões aos seus ex-companheiros de Manchester City. Em caso de acordo, o Flamengo poderia até indicar quem ocuparia tal função, assim como a de treinador de goleiros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *