O programa secreto e extinto de caça ao OVNI do Pentágono ainda pode existir

Compartilhe

A Força-Tarefa de Fenômeno Aéreo Não Identificado, embora não seja um programa classificado, investiga assuntos que são classificados

A busca do governo dos EUA por objetos voadores não identificados (OVNIs) está em andamento e faz parte de um programa chamado Força-Tarefa de Fenômeno Aéreo Não Identificado (UAPTF), que opera sob o Escritório de Inteligência Naval dos EUA, de acordo com relatórios recentes do comitê do Senado.

Essa agência parece ter assumido as responsabilidades de outro grupo do Pentágono de caça aos OVNIs que supostamente foi dissolvido em 2012; As descobertas da UAPTF poderão ser divulgadas nos próximos seis meses, informou o The New York Times em 23 de julho.

Enquanto os resultados das investigações da UAPTF são classificados (por enquanto, pelo menos), um briefing entregue aos representantes do Departamento de Defesa em março por um ex-consultor do programa OVNI mencionou recuperações de “veículos fora do mundo não fabricados nesta terra”, o Times relatado. Apesar dessa alegação, qualquer evidência de suposta tecnologia extraterrestre ainda precisa ser produzida, segundo o Times.

OVNIs, também chamados de fenômenos aéreos não identificados (UAP), são objetos que não podem ser facilmente explicados. O objetivo principal das agências militares que investigam os OVNIs não é encontrar alienígenas inteligentes, mas determinar se esses objetos misteriosos representam ou não uma ameaça à segurança nacional. 

Programas pioneiros como o Projeto Blue Book da Força Aérea e o Comitê Nacional de Investigações sobre Fenômenos Aéreos (NICAP) focaram-se nas aparições de OVNIs nos EUA entre as décadas de 1950 e 1980, enquanto o Programa Avançado de Identificação de Ameaças Aeroespaciais (AATIP) do Pentágono foi formado em 2007 e supostamente cessou as operações em 2012, quando seu orçamento foi retirado,  informou a Live Science anteriormente . 

Mas a busca do Pentágono por OVNIs não terminou em 2012, afinal. Representantes do Departamento de Defesa confirmaram recentemente que a caça aos OVNIs ainda estava ativa em 2017 e continua até hoje sob a UAPTF, de acordo com o Times. 

O comitê de inteligência do Senado dos EUA abordou as atividades da UAPTF em junho, em sua Lei de Autorização de Inteligência para o Ano Fiscal de 2021 ; isso trouxe a sombria agência de investigação de OVNIs à vista do público, diz o Times. O projeto de lei do comitê procura regular o rastreamento, organização e acessibilidade das informações relacionadas aos OVNIs, coletadas pela força-tarefa. Isso incluiria a divulgação de um relatório público “enviado de forma não classificada” dentro de 180 dias após a promulgação da lei, informou a Live Science . 

“O comitê entende que a inteligência relevante pode ser sensível; no entanto, o comitê considera que o compartilhamento e a coordenação de informações em toda a comunidade de inteligência foram inconsistentes”, escreveram os membros do comitê no projeto. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *