Tricampeão! Athletico vira para cima do Coritiba com dois golaços nos acréscimos e leva o título

Compartilhe

O Athletico mostrou novamente que é o time da decisão ao vencer o Coritiba por 2 a 1, em uma virada incrível já nos descontos e que deu o títtulo de tricampeão paranaense, no Couto Pereira. Assim como no primeiro jogo, em que o time venceu com um gol aos 45 minutos, o resultado começou com Khellven empatando o jogo também aos 45 e evitando que o resultado – com gol de Sabino ainda no primeiro tempo – até então levasse o jogo para os pênaltis. Para definir o resultado, Nikão fez dois minutos depois se aproveitando de um total desespero do Coritiba. Um resultado incrível para um time que pouco mostrou nos dois jogos, mas soube ser decisivo quando precisava.

Atletiba só acaba…

…quando termina. O velho clichê do futebol pode ser aplicado perfeitamente ao Atletiba decisivo deste Paranaense. No primeiro jogo, o gol da vitória do Furacão na Baixada veio aos 45 minutos do segundo tempo. Depois veio o segundo jogo, o gol de Sabino no primeiro tempo e um resultado que foi segurado até os 45 minutos novamente. O Coritiba era superior, obrigou Santos a fazer boas defesas, mas o Athletico tinha uma bola, que sobrou para Khellven fora da área mandar um golaço no ângulo. O título já era do Furacão, mas a vitória completa veio aos 47 minutos com Nikão e um chute que encobriu Muralha. Daí sim o árbitro pode apitar o fim do jogo.

  • Tricampeão!O Athletico fecha uma sequência inédita de tricampeão paranaense. O Furacão levou o título de 2018, 19 e 2020. Além disso, o time fica na frente na briga direta por títulos em Altetibas na final. São agora 10 contra nove do Coritiba. Furacão chega a 26 títulos paranaenses
  • Clube exclusivoDorival Júnior comemora agora estar em um clube exclusivo de ter um título paranaense pelo Coritiba e outro pelo Athletico. O treinador se junta ao único que havia levantado a taça pelos rivais, Abel Braga. Dorival Junior treinou o Coritiba em 2008 e levou a taça também um Atletiba. Conheça a história

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *