Grande ameaça à saúde pública: cientistas descobrem mutação resistente a remédio contra a malária

Compartilhe
O parasita da malária é transmitido pela picada de mosquitos infectados.

Pesquisadores em Ruanda identificaram uma cepa do parasita causador da malária que é resistente a medicamentos.

O estudo, publicado na revista Nature, revelou que os parasitas eram capazes de resistir ao tratamento com a artemisinina, um remédio de linha de frente na luta contra a doença.

Esta é a primeira vez que cientistas observam resistência ao medicamento artemisinina na África.

  • Impacto da pandemia causará mais mortes por Aids, tuberculose e malaria, indica estudo.
  • Cientistas descobrem como parasita mortal passou de gorilas para humanos

Os pesquisadores alertam que isso “representaria uma grande ameaça à saúde pública” no continente.

Cientistas do Instituto Pasteur, em colaboração com o Programa Nacional de Controle da Malária em Ruanda (Rwanda Biomedical Center), a Organização Mundial da Saúde (OMS), o Cochin Hospital e a Columbia University (em Nova York, nos EUA) analisaram amostras de sangue de pacientes em Ruanda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *