Ministro do STJ revoga domiciliar e determina que Queiroz volte para a prisão

Compartilhe

Ex-assessor é apontado como operador de um suposto esquema de “rachadinhas” no antigo gabinete do senador Flávio Bolsonaro 

O ministro Felix Fischer, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), revogou nesta quinta-feira (13) a prisão domiciliar de Fabrício Queiroz e da mulher dele, Márcia de Aguiar. Com isso, fica determinado que eles fiquem detidos em regime fechado. As informações são do portal G1.

O ministro determinou ainda que o Tribunal de Justiça do Rio analise a situação dos dois investigados.

 Preso em 18 de junho, Queiroz é apontado como operador de um suposto esquema de “rachadinhas” — apropriação de salários de funcionários — no antigo gabinete do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj).  

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *