Taxa de ocupação de leitos de UTI para Coronavírus volta a subir em BH

Compartilhe

Após uma queda gradual nos últimos dias, a taxa de ocupação dos leitos de terapia intensiva reservados a pacientes com Covid-19 voltou a crescer em Belo Horizonte, de acordo com boletim epidemiológico divulgado pela prefeitura nesta quinta-feira (27). A alta aconteceu tanto na rede pública quanto na particular.

Segundo o levantamento, a taxa de ocupação de UTIs para Covid em Belo Horizonte está com média de 56,7% – enquanto no dia anterior era 53.6%. A taxa na rede pública subiu de 57,3% para 61,6%. Já nos hospitais particulares, o aumento foi de 48,5% para 50,5%.

A taxa de ocupação de UTIs para pacientes com a doença é um dos três indicadores utilizados pela prefeitura para tomar decisões referentes à flexibilização das atividades econômicas e está no nível de alerta (amarelo). Nesta quinta-feira, o prefeito Alexandre Kalil anunciou o retorno das academias de ginástica e dos bares.

Os outros dois indicadores estão mais controlados. O número médio de transmissão por infectado (RT) está em 0,95 – isso quer dizer que 100 infectados na cidade transmitem, em média, o vírus para outras 95 pessoas – enquanto a taxa de ocupação dos leitos de enfermaria para Covid está em 47,2%.

Ainda de acordo com o boletim epidemiológico, Belo Horizonte contabiliza 32.721 casos confirmados de infectados pelo novo coronavírus, sendo que 3.051 são referentes a pacientes em acompanhamento (internação ou isolamento domiciliar). A cidade também registrou 944 mortes pela doença e outros 72 óbitos estão sendo investigados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *