Mísseis são disparados em direção a Damasco, autoridades acusam Israel de ataque

Compartilhe

Enquanto as autoridades sírias acusam Israel de estar por trás do ataque, as FDI ainda não comentaram ou confirmaram.

Os ataques supostamente mataram cinco milicianos apoiados pelo Irã, incluindo três de nacionalidades não sírias, de acordo com o Observatório Sírio para os Direitos Humanos.Inicialmente, a agência de notícias estatal SANA citou uma fonte militar dizendo que pelo menos duas pessoas foram mortas e sete feridas. A agência disse que uma mulher civil foi morta e seu marido ficou ferido na explosão. Não ficou claro se ela estava entre as duas mortes inicialmente relatadas pela fonte militar, que disse que sete soldados ficaram feridos

Enquanto as autoridades sírias acusam Israel de estar por trás do ataque, as FDI ainda não comentaram ou confirmaram. Israel atacou repetidamente alvos iranianos na Síria e nas milícias aliadas, incluindo o Hezbollah do Líbano.No início de agosto , as FDI realizaram ataques aéreos contra alvos pertencentes aos militares sírios no sul da Síria, na região sudoeste de Damasco, bem como em Quneitra, em resposta a uma tentativa de ataque terrorista que foi frustrada ao longo da fronteira síria na noite anterior.

“As IDF vêem o regime sírio como responsável por todas as operações realizadas em seu território e continuará a agir com determinação contra todos os ataques à soberania do Estado de Israel”, disse a IDF após o incidente na época. Durante o ataque frustrado, o exército disse que durante uma investigação da cena, a cerca de 25 metros da cerca do perímetro dentro do território israelense, armas e uma bolsa contendo vários dispositivos explosivos foram encontrados.”As forças especiais que realizavam uma emboscada perto de um posto das FDI nas Colinas de Golan ao sul avistaram uma célula com vários terroristas plantando artefatos explosivos ao longo da fronteira. Uma força das FDI e uma aeronave abriram fogo juntas contra a célula de quatro membros e acertaram eles “, disse o IDF em um comunicado. 

Israel destruiu um terço das defesas aéreas da Síria nos últimos dois anos, e quase mil mísseis terra-ar foram lançados contra os jatos da Força Aérea de Israel durante as missões de sua campanha de “guerra entre guerras” visando a infraestrutura iraniana no país dilacerado pela guerra.Israel vem realizando sua campanha de guerra entre guerras contra o Irã desde 2013, atingindo milhares de alvos na Síria, e de acordo com relatórios estrangeiros no vizinho Iraque, a fim de evitar o contrabando de armamento avançado para o Hezbollah no Líbano e o entrincheiramento de suas forças na Síria, onde poderiam facilmente agir contra Israel.Os ataques no ano passado visaram a infraestrutura iraniana e sua presença no terreno para impedir o Irã de se inserir na Síria e comprometer a liberdade de operação de Israel.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *