Khamenei : acordo dos Emirados Árabes Unidos com Israel é ‘traição’ ao mundo islâmico

Compartilhe

Os Emirados Árabes Unidos traíram o mundo islâmico e os palestinos ao chegar a um acordo para normalizar os laços com Israel, disse na terça-feira o líder supremo do Irã, aiatolá, Ali Khamenei.

“Claro que a traição dos Emirados Árabes Unidos não vai durar muito, mas esse estigma será sempre lembrado. Eles permitiram que o regime sionista se estabelecesse na região e esqueceram a Palestina ”, disse Khamenei em um discurso.

“Os Emirados serão desgraçados para sempre por essa traição contra o mundo islâmico, as nações árabes e a Palestina”.

Quando questionado sobre a declaração de Khamenei sobre o acordo Emirados Árabes Unidos-Israel, o funcionário do Ministério das Relações Exteriores dos Emirados Árabes Unidos, Jamal Al-Musharakh, disse a repórteres em Abu Dhabi: “O caminho para a paz e a prosperidade não é pavimentado com incitação e discurso de ódio”.

Khamenei fez seus comentários enquanto uma delegação de altos funcionários israelenses e americanos, incluindo o conselheiro sênior da Casa Branca Jared Kushner, genro do presidente Donald Trump, concluía uma viagem histórica a Abu Dhabi para finalizar o pacto. [L8N2FX0SS]

“Os Emirados Árabes Unidos, junto com israelenses e americanos malvados, como o membro judeu da família de Trump, estão trabalhando juntos contra os interesses do mundo islâmico”, disse Khamenei, referindo-se a Kushner.

“Espero que os Emirados despertem e compensem o que fizeram.”

A delegação chegou a Abu Dhabi em um vôo da El Al na segunda-feira, o primeiro vôo comercial direto de passageiros entre os Emirados Árabes Unidos e Israel.

Com informações Reuters

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *