Japão encontra o segundo sobrevivente do navio que afundou durante o Tufão

Compartilhe

Um segundo homem foi encontrado vivo no Mar da China Oriental dois dias depois que seu navio de carga virou durante um tufão.

O Gulf Livestock 1 carregava 6.000 vacas e 43 tripulantes quando desapareceu na quarta-feira após ser pego no tufão Maysak.

Autoridades japonesas disseram que um cidadão filipino de 30 anos se tornou o segundo sobrevivente conhecido do navio quando foi encontrado flutuando em um bote salva-vidas na sexta-feira.

Outro homem foi encontrado na água horas antes, mas foi declarado morto.

O chefe da embarcação, Eduardo Sareno, foi resgatado na noite desta quarta-feira.

A tripulação do cargueiro incluía 39 pessoas das Filipinas, duas da Nova Zelândia e duas da Austrália.

As esperanças de encontrar mais sobreviventes estavam diminuindo na sexta-feira, quando uma nova e poderosa tempestade, o tufão Haishen, atingiu a área.

O que sabemos sobre os sobreviventes?

A guarda costeira japonesa disse que o segundo sobrevivente é um cidadão filipino de 30 anos, que trabalhava como marinheiro no navio.

Ele estava usando um colete salva-vidas e flutuando em uma jangada quando a equipe de resgate o descobriu na sexta-feira. As autoridades disseram que ele estava consciente e capaz de andar sem ajuda.

O primeiro sobrevivente do acidente, Sareno, de 45 anos, foi encontrado na noite de quarta-feira.

“Eu sou o único?” ele perguntou aos socorristas após ser retirado da água.

Equipes de resgate na sexta-feira também encontraram um homem flutuando no mar inconsciente, mas ele foi declarado morto posteriormente. A identidade do homem ainda não é conhecida.

O que aconteceu com o navio?

O Gulf Livestock 1 deixou a Nova Zelândia em 14 de agosto com destino à China, com a viagem prevista para durar 17 dias, disse o Ministério das Relações Exteriores da Nova Zelândia.

Na quarta-feira, o navio enviou um pedido de socorro das águas ao oeste da ilha Amami Oshima, no sudoeste do Japão, depois de ser apanhado pelo tufão Maysak.

O navio estava navegando com ventos fortes de 58 nós (66 milhas ou 107 km por hora) em sua última posição conhecida, de acordo com o site de rastreamento de navios MarineTraffic.com.

Sareno disse que o motor do navio falhou antes de o navio ser atingido por uma onda e virar. Ele disse que a tripulação foi instruída a colocar coletes salva-vidas e que ele pulou na água. Ele não viu nenhum outro membro da tripulação antes de ser resgatado.

Equipes de resgate disseram na sexta-feira que encontraram vestígios de combustível flutuando na superfície do mar, em um sinal de submersão do navio.

Carcaças de gado também foram encontradas flutuando na área onde o navio teria afundado.

Barcos, aeronaves e mergulhadores têm sido usados ​​nos esforços de busca e resgate. Outra forte tempestade, o tufão Haishen, estava se aproximando da área na sexta-feira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *