Apple adia novas medidas de privacidade anti-rastreamento

Compartilhe

A Apple atrasou a implementação de novas medidas de privacidade destinadas a impedir que aplicativos e sites rastreiem pessoas online sem seu consentimento.As mudanças também significam que o aplicativo terá que pedir permissão ao usuário para acessar o ID de rastreamento de anúncios em um iPhone ou iPad.As medidas deveriam chegar na última atualização do iOS 14 no outono.Mas a Apple disse que as mudanças foram adiadas até o início de 2021 para dar aos desenvolvedores de aplicativos e sites mais tempo para adaptar seus serviços.Facebook avisou que o plano de privacidade da Apple pode tornar uma de suas ferramentas de publicidade “tão ineficaz no iOS 14 que pode não fazer sentido oferecê-la no iOS 14”.A rede social diz que não coletará mais IDs de rastreamento de anúncios dos usuários no iOS 14, e que o plano da Apple a forçou a tomar essa decisão.

O que a Apple está mudando?

Os dispositivos da Apple, incluindo o iPhone, iPad e Apple TV, têm um ID exclusivo conhecido como “identificador para anunciantes” (IDAF).Pode ajudar os aplicativos a monitorar a eficácia de uma campanha publicitária. Por exemplo, pode ajudar a determinar se alguém baixou um aplicativo depois de ver um anúncio.O Android tem uma ferramenta semelhante conhecida como Android Advertising ID (AAID).A Apple já permite que as pessoas desliguem o acesso ao seu IDAF no iOS.No entanto, assim que a mudança for implementada em 2021, ela será desativada por padrão e os anunciantes terão que pedir permissão para acessá-la.Os aplicativos também terão que pedir permissão para rastrear o que as pessoas fazem em aplicativos e em sites de propriedade de outras empresas.Além disso, quando o iOS 14 for lançado no outono, os aplicativos terão que declarar quais dados coletam e como rastreiam as pessoas na App Store da Apple.Outro novo recurso de segurança será destacado quando um aplicativo acessa informações na área de transferência do usuário.

O que mais está mudando?

Uma das maiores mudanças no sistema operacional iOS 14 do iPhone será uma sacudida na tela inicial.A Apple está atualizando seus “widgets” – blocos que exibem uma janela de aplicativo reduzida e pequena – para que possam ser colocados entre os ícones de outros programas.

Também está lançando um novo aplicativo, denominado Translate, que realiza traduções de idiomas offline, oferecendo uma alternativa ao Google Translate.Para começar, ele suportará 11 idiomas, incluindo inglês, mandarim, francês, alemão e árabe.Pela primeira vez, os usuários serão capazes de definir aplicativos de e-mail e navegador da web de terceiros como o padrão no iOS, em vez do software da própria Apple.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *