Coreia do Norte jura punir autoridades por ‘baixas’ com a passagem do Tufão Maysak

Compartilhe

A Coreia do Norte prometeu punir as autoridades locais pelo tufão que atingiu a costa leste na quarta-feira.

Um jornal do Partido dos Trabalhadores culpou as autoridades da cidade costeira de Wonsan por não terem se preparado para o tufão Maysak e as acusou de terem uma “atitude irresponsável”.

O jornal não disse quantos estão desaparecidos, feridos ou mortos, mas disse que houve “dezenas de mortos”.

Alegou que os funcionários não seguiram as ordens do partido no poder.

As autoridades locais em Wonsan foram instruídas a “organizar imediatamente um projeto para identificar completamente as propriedades em risco e evacuar todos os residentes”, disse o jornal Rodong Sinmun no sábado.

Foi tomada a decisão de impor severas punições partidárias, administrativas e legais aos responsáveis ​​pelas vítimas”

.É impossível verificar se as autoridades locais ignoraram essas ordens ou se estão sendo injustamente alvos do partido no poder para acalmar o descontentamento público, relata a editora da BBC Asia Pacific, Celia Hatton.

As imagens da emissora estatal KCTV no início da semana mostraram pontes e paredes de concreto na província de Kangwon destruídas por enchentes.

O tufão Maysak causou danos na Coreia do Norte apenas uma semana depois que outro tufão, o tufão Bavi, atingiu o país.

A Coreia do Norte é particularmente vulnerável a inundações, devido ao desmatamento de montanhas e colinas. Sua infraestrutura deficiente também significa que os desastres naturais representam um desafio particular.

O tufão Maysak também atingiu a Coreia do Sul, matando pelo menos duas pessoas e causando a evacuação de mais de 2.200 pessoas para a cidade de Busan, no sul.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *