Fluminense vence o Corinthians e time paulista fica próximo do Z4

Compartilhe

Em confronto de dois times pressionados, melhor para o Fluminense. A vitória por 2 a 0 contra o Corinthians, pela décima rodada do Campeonato Brasileiro, no Maracanã, foi em uma partida em marcha lenta e com poucos lances de brilho. No entanto, os dois gols marcados pelo meia Nenê recolocaram o Tricolor no caminho das vitórias e o Timão no terceiro jogo sem conquistar os três pontos na competição. Mateus Vital ainda diminuiu já nos acréscimos.

Com esse resultado, o Flu chega aos 14 pontos e fica em oitavo lugar no Brasileirão. Na quarta-feira, recebe o Atlético-GO pelo jogo de ida da Copa do Brasil. Já o Corinthians fica com nove pontos e pode entrar na zona de rebaixamento ao fim da rodada. Também na quarta, encara o Bahia, em casa.

VOVÔ ON!

Jogando em seus domínios, o Fluminense começou dominando as ações da partida. Com marcação forte e alta, o Tricolor teve mais a bola e se aproveitou de um Corinthians que demorou a entrar no jogo. O resultado foi um gol aos sete minutos. Calegari tabelou com Michel Araújo pela direita e o uruguaio cruzou na área. Nenê tentou o voleio, foi bloqueado, mas, mesmo caído, conseguiu chutar novamente e colocar no canto do gol de Cássio, marcando pela 16ª vez em 2020.

RITMO CAI

Depois do gol, o Fluminense continuou dominando o jogo, mas mostrou a velha dificuldade de transformar a posse em chances perigosas, tendo apenas mais uma, com Danilo Barcelos, no fim da primeira etapa. Do lado do Timão, Dyego Coelho logo optou por tirar o volante Ederson para tentar ter mais velocidade e efetividade com Everaldo. A equipe melhorou, mas faltou mais aproximação para criação de jogadas. Portanto, foram 45 minutos fracos dos visitantes. A melhor oportunidade foi com Otero, em duas cobranças de falta.

MARCHA LENTA E GOL ANULADO

A segunta etapa voltou, talvez, ainda mais devagar que o final da primeira. O Flu seguiu com o controle do jogo mas não ameaçou o gol de Cássio e foi pouquíssimo efetivo no ataque. Cansada e sem criatividade, a equipe perdeu intensidade. Já o Corinthians criou a primeira boa joaga aos 18 minutos apenas, com um gol anulado de Everaldo por impedimento. Fora esse lance, a equipe paulista pouco avançou.

GOLS E EXPULSÃO

Se alguns torcedores esperavam mais pressão com as alterações promovidas pelos treinadores, isso não veio, mas alguns reservas apareceram. O garoto Luiz Henrique, cria da base do Fluminense, até então quase isolado, recebeu bom cruzamento de Calegari aos 40 minutos. Ele girou na área, chutou e a bola bateu no braço de Bruno Méndez. O árbitro assinalou o pênalti, Nenê foi para a cobrança e ampliou, garantindo a vitória do Flu. Ainda deu tempo para Danilo Barcelos ser expulso aos 46 minutos após falta dura e Mateus Vital diminuir para o Corinthians, aos 49, após assistência de Gil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *