Colégio Militar de BH desafia justiça e abre as portas nesta segunda

Compartilhe

Contrariando a decisão judicial proferida na madrugada de domingo (20), o Colégio Militar de Belo Horizonte retomou as aulas presenciais nesta segunda-feira (21).

Pais que foram até a instituição levar os filhos esta manhã informaram que as turmas têm número máximo de 15 estudantes. Por enquanto, o retorno inclui apenas jovens do ensino médio, convocados em dias alternados. O terceiro ano terá aulas segunda, quarta e sexta. O segundo ano, segunda e sexta, enquanto o primeiro ano poderá estudar nas dependências da escola às terças e quintas. 

O contador João Aristides Morais conta que tem um filho de 16 anos matriculado no colégio . Ele diz que estava ansioso pela volta das atividades presenciais e não teme a pandemia. “Sou contra o isolamento deste o início. Para mim, não precisava disso não. Em um ambiente desse aqui, totalmente aberto, como é o do Colégio Militar, não havia necessidade de isolamento. Trouxe meu filho hoje sem medo nenhum”, relata. 

A professora Fernanda Vaz também tem um filho de 16 anos que estuda no local. Ela acredita que o retorno será benéfico para os estudantes, privados da socialização há mais de seis meses. “Já era tempo de voltar as aulas. Precisamos pensar na manutenção dos vínculos entre os alunos, na saúde mental deles, na falta que o convívio diário em sala de aula faz. O Colégio Militar tem um espaço muito amplo e todos os cuidados estão sendo tomados. Estou segura de deixar meu filho aqui hoje”, comenta. 

Com informações Estado de Minas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *