primeiro-ministro da Armenia Pashinyan: ‘Prepare-se para uma guerra de longo prazo’

Compartilhe

Por sua vez, o primeiro-ministro armênio Nikol Pashinyan disse que não era “muito apropriado” falar de negociações “em um momento de intensas hostilidades”.

Na capital armênia, Yerevan, dezenas de homens se reuniram em frente a um escritório de recrutamento para se juntar à luta.

O líder do Karabakh, Arayik Harutyunyan, disse na quarta-feira: “Precisamos nos preparar para uma guerra de longo prazo”.

Na capital da província separatista, Stepanakert, duas explosões foram ouvidas por volta da meia-noite de quinta-feira quando as sirenes soaram.

Moradores disseram à agência de notícias AFP que a cidade havia sido atacada por drones.

As ruas estavam escuras com a iluminação pública desligada, embora algumas lojas estivessem abertas na cidade, que as autoridades locais disseram ter sido atacadas quando os combates começaram no domingo.

O número oficial de mortos já ultrapassou 100, incluindo civis, com ambos os lados alegando ter causado pesadas perdas no outro.

A Armênia registrou 104 mortes de militares e 23 civis mortos.

Afirmou que o Azerbaijão perdeu 130 soldados, enquanto outros 200 ficaram feridos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *