Reema Dodin será a primeira funcionária palestino-americana da Casa Branca

Compartilhe

Durante a Segunda Intifada em 2002, Dodin afirmou que “os homens-bomba eram o último recurso de um povo desesperado”.

Reema Dodin, uma palestino-americana, servirá ao lado de Shuwanza Goff como vice-diretora do Escritório de Assuntos Legislativos da Casa Branca, anunciou o presidente eleito Joe Biden na segunda-feira. Dodin será o primeiro palestino-americano a servir como funcionário da Casa Branca, segundo a mídia palestina.O novo funcionário da Casa Branca nasceu de imigrantes jordanianos-palestinos nos Estados Unidos. A família de Dodin é originária de Dura, perto de Hebron, segundo a mídia palestina .

Dodin atuou como vice-chefe de gabinete do senador democrata Richard Durbin e também atuou no Subcomitê de Direitos Humanos e Legislação do Judiciário, entre outros cargos.Ela é graduada pela University of California em Berkeley e pela University of Illinois em Urbana-Champaign. Ela também é Truman National Security Fellow, New Leaders Council Fellow, aluna do Aspen Socrates, ex-membro do Conselho de Relações Exteriores e membro da Jenkins Hill Society – um consórcio de mulheres na política que apóia mulheres políticas.

Durante a Segunda Intifada, em 2002, Dodin falou sobre o conflito palestino-israelense com moradores de Lodi, Califórnia, dizendo que “os homens-bomba eram o último recurso de um povo desesperado”, segundo o Lodi News-Sentinel.

“Ela colocou seu ativismo em ação, tornando-se uma líder respeitada e confiável no Senado dos Estados Unidos. Seus anos de experiência e perspectiva no Senado ajudarão o presidente eleito Biden e o vice-presidente Harris a responder aos desafios mais urgentes de nossa nação.”

Com informações Jerusalém Post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *