Ícone do futebol mundial Diego Maradona morre aos 60 anos

Compartilhe

A lenda do futebol argentino Diego Maradona faleceu aos 60 anos após sofrer um ataque cardíaco. 

O treinador do Gimnasia foi hospitalizado no início de novembro, dias depois de comemorar o aniversário marcante, após reclamar de desânimo e cansaço. 

Testes na clínica La Plata revelaram um coágulo de sangue no cérebro, que os médicos mais tarde revelaram que foi operado com sucesso. 

Posteriormente, Maradona recebeu alta do hospital como paciente ambulatorial para continuar sua convalescença, que fez em sua residência em um bairro privado perto de Tigre, no norte de Buenos Aires. 

Mas na manhã de quarta-feira ele sofreu uma parada cardíaca, e os paramédicos no local não conseguiram reanimá-lo. 

O Twitter oficial da seleção argentina confirmou a notícia na quarta-feira, homenageando um dos filhos favoritos do futebol do país. 

“Você será eterno em todos os corações do mundo do futebol”, dizia a mensagem ao se despedir do superastro.

O presidente da Federação Argentina de Futebol, Claudio Tapia, também expressou sua “profunda tristeza” ao saber da notícia.

Maradona começou sua carreira profissional no Argentinos Juniors aos 16 anos e passou a ser considerado um dos maiores jogadores a pisar em um campo de futebol. 

O diminuto atacante canhoto passou a representar o Boca Juniors, Barcelona , Napoli , Sevilla e Newell’s Old Boys como jogador, e nomes como Racing Club, Dorados, Gimnasia e a seleção argentina mais tarde como técnico. 

Foi com a Albiceleste, porém, que seu nome foi imortalizado. 

Diego foi fundamental para levar a Argentina à sua segunda vitória na Copa do Mundo em 1986, capitaneando o time que venceu a Alemanha Ocidental na final sob o comando de Carlos Bilardo. 

Com informações Goal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *