WhatsApp Pay deve ganhar integração com o Pix e ser lançado no 1º semestre

Compartilhe

Durante evento com a imprensa nesta quarta-feira (27), o diretor-executivo da Cielo, Paulo Caffarelli, afirmou que o sistema de pagamentos do WhatsApp deve ser liberado pelo Banco Central (BC) ainda neste semestre. E além de oferecer opções de pagamento e transferência entre os usuários do app, o serviço já deve chegar ao mercado integrado ao serviço Pix do BC.

A Cielo é a parceira do WhatsApp/Facebook para o processamento das transações do Facebook Pay, serviço por trás do novo recurso do WhatsApp — a relação entre o app e a rede social é parte da dor de cabeça enfrentada pelo aplicativo de mensagens com as novas regras de integração com a matriz.

“Estamos próximos de autorização do BC [para o WhatsApp Pay]. Não digo ainda que deve ser no primeiro trimestre, mas deve ser no primeiro semestre”, afirmou Caffarelli.

O sistema de pagamentos do WhatsApp foi anunciado no Brasil em junho de 2020, mas o período de testes foi interrompido após um pedido de esclarecimentos do Banco Central. Desde então foi lançado o Pix, sistema de transferências digitais 24 horas do próprio BC, usado de maneira indireta pelo Banco do Brasil para transferir dinheiro via WhatsApp.

O executivo afirmou ainda que o sistema do aplicativo já deve chegar ao mercado integrado ao Pix, eliminando uma possível limitação de transferências apenas entre os usuários do “Zap”. O sistema do BC deve ser oferecido também nas maquininhas da Cielo, como alternativa aos pagamentos com cartão ou NFC, mas que a adoção da funcionalidade depende de um processo de “aculturamento” do mercado 

Com informações Valor Econômico

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *