Defesa Civil de BH interdita a Avenida Vilarinho com risco de alagamento

Compartilhe

A Defesa Civil de Belo Horizonte interditou a Avenida Vilarinho para prevenir e minimizar os transtornos de uma possível inundação.

A ação foi tomada assim que o órgão emitiu alerta quanto ao risco de inundação na Regional Venda Nova. Existe a possibilidade de transbordamento dos córregos Brejo do Quaresma, Bezerra e Lagoinha.

A orientação é que a população evite trafegar pelas praças Maria Vilas Boas e Geraldo de Araújo e Silva, além das ruas Batistina de Andrade, Luzia Salomão (cruzamento com rua Afonso M. Filho) e avenida Maria Vieira Barbosa (bairro Mantiqueira).

Outros córregos que estão sendo monitorados são os das avenidas Abolição, C e Joaquim Pereira. Os trechos em alerta são nas ruas Setenta e Quatro, Setenta e Sete, Setenta e Nove, Oitenta, Dois, Três e Crisólito. Na rua Dezesseis, desde o cruzamento da rua Vinte e Dois até a rua Vinte e Quatro e a avenida da República nos cruzamentos com ruas Trajano Amâncio Ferreira, D e avenida C no Jardim dos Comerciários.

Uma reportagem do Estado de Minas detalha porque a Avenida Vilarinho, em Venda Nova, é palco frequente de inundações. Outra matéria, mapeia todas obras previstas para resolver o problema nesta região.

Mais cedo, a Defesa Civil de BH já havia alertado quanto a ocorrência de pancadas de chuva com diferentes intensidades (40 a 60 milímetros), com raios e rajadas de vento em torno de 50 km/h até as 8h de amanhã.

Das 6h de ontem até as 8h de hoje, a Regional que registrou maior volume de chuva foi a Noroeste, com 21,8mm, seguida pela Pampulha (21,6mm), Norte e Barreiro (21mm), Venda Nova (20,4mm), Centro-Sul e Nordeste (19,8mm), Oeste (18mm) e Leste (17mm).

Também chove muito na Regional Pampulha, onde nossa reportagem registrou alguns pontos de alagamento no bairro Dona Clara.

Com informações Estado de Minas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *