Joe Biden: Acordo nuclear com o Irã as sanções dos EUA não serão suspensas para negociações

Compartilhe

O presidente dos EUA, Joe Biden, disse que não suspenderá as sanções contra o Irã até que este cumpra os termos acordados no acordo nuclear de 2015.

Ele estava falando em uma entrevista para a CBS News que será exibida na íntegra no final do domingo.

O acordo de 2015 procurou limitar o programa nuclear do Irã, com as sanções aliviadas em troca.

Mas o presidente Donald Trump retirou-se do acordo e voltou a impor sanções, levando o Irã a reverter vários de seus compromissos.

O Irã, que afirma que seu programa nuclear é pacífico, tem aumentado seu estoque de urânio enriquecido. O urânio enriquecido pode ser usado para fazer combustível para reatores, mas também para bombas nucleares.

Sob os termos do acordo nuclear de 2015 – um acordo firmado entre Irã, Estados Unidos, China, França, Alemanha, Rússia e Reino Unido – Teerã concordou em limitar seu enriquecimento de urânio e permitir que inspetores internacionais acessem locais e instalações.

No entanto, o presidente Trump retirou os EUA do negócio, conhecido como Joint Comprehensive Plan of Action (JCPOA), em 2018.

As sanções ao Irã que haviam sido retiradas sob o acordo foram então reimpostas, enquanto o governo Trump tentava forçar o Irã a negociar um novo acordo.

Trump queria colocar limites indefinidos no programa nuclear de Teerã e também interromper o desenvolvimento de mísseis balísticos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *