Pazuello compara CPI da COVID-19 a erros da Alemanha nazista

Compartilhe

Sob ameaça de ser alvo de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) no Senado Federal, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, comparou a possibilidade da investigação com os erros cometidos por Adolf Hitler na 2ª Guerra Mundial.

“Queria fazer o meu alerta: a Alemanha perdeu a guerra duas vezes porque ela abriu a frente russa. Duas vezes: na 1ª Guerra Mundial e na 2ª Guerra. Todo mundo avisou ao ditador que não deveria abrir a frente russa. Duas frentes não têm como manter”, disse o ministro.

“Temos uma guerra contra a COVID-19. Ela é técnica, de saúde. Ela não é política. Se abrir a segunda frente, política e técnica, vai apertar”, completou o representante do governo Jair Bolsonaro (sem partido).

Nesta quinta (11/2), Pazuello participou de um debate no Senado Federal para explicar a gestão do governo federal na pandemia. Sobretudo, quanto à vacinação contra a COVID-19.

Os senadores cobram celeridade do governo para imunizar a população, diante das críticas sobre a lentidão da aplicação das doses e das dificuldades para conseguir insumos para produção de novas ampolas. 

Para o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), a reunião pode ser decisiva para uma abertura de CPI.

O encontro com os senadores também ocorre no momento em que Pazuello é investigado no Supremo Tribunal Federal (STF) por suposta omissão para evitar o colapso de saúde em Manaus.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *