Erdogan é inaceitável a critica de Biden pelo comentário matador de Putin

Compartilhe

O presidente dos EUA, Joe Biden, chamou o presidente russo de “assassino”, com Putin respondendo que “é preciso um para conhecer um”.

O presidente turco Recep Tayyip Erdogan disse na sexta-feira que os comentários do presidente dos Estados Unidos Joe Biden sobre Vladimir Putin da Rússia, nos quais o chamou de “assassino”, eram “inaceitáveis” e “não cabiam em um presidente”.

Em uma entrevista de TV transmitida na quarta-feira, Biden disse “sim” quando questionado se ele acreditava que o presidente russo era um assassino, mergulhando os laços diplomáticos para um novo nível. Putin respondeu que “é preciso um para conhecer um”.

“O comentário de Biden sobre Putin não combina com um chefe de estado”, disse o presidente turco a repórteres após as orações de sexta-feira em Istambul, elogiando Putin por dar uma “resposta inteligente” e “elegante”.

Ancara e Washington são aliados da OTAN, embora Erdogan e Biden ainda não tenham se pronunciado desde que este último assumiu o cargo em janeiro.

Putin na quinta-feira zombou do líder dos EUA, dizendo uma frase russa que pode ser traduzida aproximadamente como “é preciso ser um para conhecer” e desejando a Biden, 78, boa saúde.

“Estou dizendo isso sem ironia, não como uma piada”, disse Putin, 68

Deterioração dos laços EUA-Rússia

Em um movimento altamente incomum após a entrevista de Biden, a Rússia disse que estava chamando de volta seu embaixador nos EUA para consultas urgentes sobre o futuro das relações entre EUA e Rússia.

A embaixada russa em Washington, DC, disse em um comunicado que Anatoly Antonov deixará os EUA no sábado.

Os laços de Moscou com o Ocidente, já definhando nos mínimos pós-Guerra Fria desde 2014, sofreram nova pressão nos últimos meses pelo líder da oposição Alexey Navalny, que cumpre uma pena de dois anos e meio de prisão na Rússia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *