Um vale da morte’: pastor indiano diz que a 2ª onda de Covid atingiu quase todas as famílias

Compartilhe

Grupos cristãos estão pedindo orações e fornecendo ajuda à Índia, já que quase 400.000 novos casos são registrados diariamente e mais de 3.000 morrem todos os dias em meio a um sistema de saúde enfraquecido.

“Todo indiano tem alguém em sua família que foi afetado”, disse o reverendo Moumita Biswas, da Igreja do Norte da Índia, ao Christian Today. “Precisamos de alimentos que as igrejas têm ajudado a fornecer. E, claro, orações. ”

A Índia registrou 368.000 infecções no domingo, pelo menos 392.000 no sábado e mais de 400.000 novos casos na sexta-feira. A queda no número de infecções no domingo se deve a uma taxa menor de testes durante o fim de semana, de acordo com o The Indian Express .

Acredita-se que a taxa real de pessoas infectadas com o novo coronavírus seja cerca de 10 vezes maior do que os números oficiais, e o número de casos ainda não atingiu o pico nas próximas semanas.

“Estamos em um estado terrível nas últimas duas semanas e meia”, Biswas compartilhou. “Estamos em uma armadilha mortal agora, tornou-se um vale da morte. Antes de esta onda chegar, nós apenas sabíamos os números, mas agora são nossos familiares, nossos parentes, nossos líderes de igreja que morreram. ”

O Rev. PK Samantaroy, bispo de Amritsar da Igreja do Norte da Índia, que faz parte da Comunhão Anglicana, foi citado como tendo dito que a infraestrutura de saúde precária e o baixo suprimento de vacinas estavam atrapalhando os esforços para enfrentar a crise.

“As instalações médicas na Índia, especialmente nas grandes cidades, estão sob forte pressão da enxurrada de pacientes e das novas variantes mais virulentas do vírus”, disse ele.

Finny Philip, diretor do Filadelfia Bible College no estado de Rajasthan, disse ao  Evangelical Focus que “cadáveres ficam enfileirados para o cais funerário por horas”, já que “pessoas estão morrendo em hospitais sem disponibilidade de oxigênio e leitos de Unidade de Terapia Intensiva. ”

Ele também disse que o número real de mortos provavelmente será “muito maior” do que os dados oficiais.

Philip acrescentou que, em meio à crise do coronavírus , “os cristãos estão fazendo a diferença”. Ele também exortou os crentes em todo o mundo a orar pela Índia, pelas famílias das vítimas e pelos cristãos no país.

O Rev. Vijayesh Lal, Secretário Geral da Evangelical Fellowship of India, acrescentou que a maioria das pessoas não está morrendo por causa do COVID-19, mas porque não há infraestrutura.

“Eles estão morrendo por falta de oxigênio e de leitos hospitalares, porque não conseguem entrar nos hospitais”, disse ele. “Muitos estão morrendo em suas casas, alguns estão morrendo em seus carros, nas estradas. É uma época muito angustiante na Índia, como um tsunami, como uma onda que atingiu a Índia. O sistema de saúde está completamente estressado. Muitos dos meus amigos médicos que estavam ocupados na vanguarda do tratamento de pacientes, agora são positivos para COVID. Perdi parentes e amigos. ”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *