Chefe das Olimpíadas não descarta cancelamento de última hora

Compartilhe

O chefe do comitê organizador das Olimpíadas de Tóquio não descartou o cancelamento de última hora da vitrine esportiva global, que começa na sexta-feira.Questionado em uma coletiva de imprensa na terça-feira se os Jogos ainda poderiam ser cancelados em meio a casos crescentes de COVID-19 , Toshiro Muto disse que ficaria de olho nos números de infecção e manteria discussões com os organizadores, se necessário.A pandemia do coronavírus suspendeu vários eventos mundiais, adiando o campeonato do EURO, o concurso de música da Eurovisão e os Jogos Olímpicos. 

Milhares de atletas invadiram a vila designada do atleta em Tóquio nos últimos dias, com a intenção de minimizar seu tempo no local e sua exposição a outros competidores. Apesar de todos os preparativos meticulosos, no entanto, os oficiais dos jogos relataram no domingo o primeiro caso COVID-19 entre competidores na vila dos atletas.Desde então, 67 casos positivos foram detectados entre os credenciados para a competição, disseram os organizadores na terça-feira. Dois dias antes, os primeiros casos foram notificados  dentro  da própria vila dos atletas. 

Na terça-feira, o  treinador tcheco de vôlei de praia  Simon Nausch se tornou o terceiro membro da delegação tcheca a ser confirmado com o vírus.Em Tóquio em geral , cerca de 1.410 novos casos foram encontrados no sábado, o maior número em vários meses. Tóquio está se juntando a várias outras regiões que experimentam um aumento nos casos, incluindo Israel, que viu um número semelhante de testes positivos na segunda-feira.

Uma delegação de 90 atletas de Israel, um recorde histórico, está atualmente em Tóquio preparada para competir nos próximos jogos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *