Bolsonaro diz em entrevista que decidiu “não tomar mais a vacina” contra Covid

Compartilhe

O  presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou na manhã desta quarta-feira (13), em entrevista à Rádio Jovem Pan, que optou por “não tomar mais a vacina” contra o novo coronavírus. A justificativa, segundo o mandatário, é a de que seus anticorpos já estão em níveis satisfatórios.

“No tocante à vacina, decidi não tomar mais a vacina. Estou vendo novos estudos, estou com a minha imunização lá em cima, IgG (anticorpos) está 990, para quê vou tomar a vacina? Para mim, a liberdade acima de tudo. Se o cidadão não quer tomar a vacina, é um direito dele e ponto final. Seria a mesma coisa que você jogar R$ 10 na loteria para ganhar R$ 2. Não tem cabimento isso”, ressaltou Bolsonaro.

No dia primeiro de abril de 2021, durante sua live, o presidente havia declarado que sua decisão ocorreria após a campanha de imunização e que ele seria o “último brasileiro” a decidir se optaria ou não pela vacina.

“Está uma discussão agora se eu vou me vacinar ou não vou me vacinar. Eu vou decidir. O que eu acho? Eu já contraí o vírus. Eu acho que deve acontecer: depois que o último brasileiro for vacinado, se tiver sobrando uma vacina, então eu vou decidir se me vacino ou não. Esse é o exemplo que um chefe deve dar. Igual no quartel. Geralmente o comandante é o último a se servir”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *