Lava do Cumbre Vieja entra em uma cidade espanhola e ameaça escola

Compartilhe

A área norte da erupção vulcânica continua a preocupar a direção técnica do Plano Especial de Proteção Civil e Assistência Emergencial para Risco Vulcânico (PEVOLCA) e do Comitê Científico, que voltaram a comparecer perante a mídia para relatar a evolução da fenômeno em La Palma.

A Colada 8 (que passou pelo supermercado Spar) e 10 (do transbordamento que saiu pelo campo de futebol) continuam a ameaçar o bairro La Laguna e avançam com um pouco mais de força após se perceber nas últimas horas um maior input de aquecer. Em meio a isso, um novo desmembramento ocorreu com uma contribuição ainda maior e que ao longo do dia hoje atingiu o posto de gasolina La Laguna. Por sua vez, o 10 ameaça chegar à escola.

A área já foi evacuada preventivamente e os especialistas agora aguardam os rumos que o conjunto de lavagens tomará. O cenário “ideal”, explicou o diretor da Pevolca, Mieguel Ángel Morcuende, é seguir a topografia atual da ilha, entrar no vale e contornar o sul da serra, o que implicaria afastar-se do centro do bairro. O segundo cenário, que causaria mais danos, seria o seu avanço pelo norte do território, interceptando outras bacias e criando novos cenários de transporte para a carga de lava.

Quanto ao caudal que desce para o mar, Morcuende assegurou que se encontra actualmente a pouco menos de 130 metros da costa e a 80 metros da falésia, avançando a um movimento lento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *