As Políticas ocidentais na Ucrânia e Taiwan aumentam o risco do mundo assistir uma guerra global

Compartilhe

As atuais políticas dos países ocidentais em relação à Ucrânia e Taiwan aumentam o risco de “uma guerra global”, disse o colunista do jornal The Guardian Simon Jenkins.

“Ucrânia e Taiwan merecem total apoio diplomático, mas não podem se inclinar para uma guerra global ou uma catástrofe nuclear”, disse Jenkins em seu artigo publicado na quarta-feira.

Segundo ele, os EUA e seus aliados estão aderindo a uma política de “ambiguidade estratégica” ao declarar sua prontidão para fornecer assistência militar a Taiwan, honrando seu compromisso com o princípio de uma só China. Nesse contexto, ele qualificou a visita à ilha da presidente da Câmara dos Deputados dos Estados Unidos, Nancy Pelosi, como “descaradamente provocativa”.

O mesmo vale para a Ucrânia: Washington e Londres reiteram a necessidade de apoiar Kyiv para o fracasso da Rússia, ignorando o fato de que suas ações levam a uma reação mais forte de Moscou, observou o jornalista britânico.

Jenkins enfatizou que os países ocidentais devem evitar o risco de “uma catástrofe”, em vez de provocá-la. “Ambos os lados estão flertando com o desastre. O Ocidente deveria estar disposto a recuar e não desistir”, disse ele.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.