Austrália cancela visto de mais um tenista em meio a polêmica com Djokovic

Compartilhe

No meio do escândalo causado pelo cancelamento do visto e a prisão na Austrália de tenista sérvio Novak Djokovic, Czech atleta Renata Voracova  sofreu o mesmo destino, a mídia local relatam .

Djokovic, número 1 no ranking da ATP, foi preso na Austrália na sexta-feira e passou a noite em um hotel para imigrantes depois que as autoridades alegaram que “ele não apresentou as  evidências adequadas  para atender aos requisitos de entrada”.

De acordo com novas informações, Voracova, de 38 anos, que chegou ao país em dezembro passado para disputar o torneio Aberto da Austrália, que começa no dia 17 de janeiro, foi preso nesta quinta-feira depois e atualmente está no mesmo hotel que Djokovic .

Assim como o tenista sérvio, Voracova teve isenção da vacinação contra o coronavírus concedida pela Tennis Australia, órgão regulador da modalidade no país, uma vez que já havia passado pelo covid-19, e participado de torneio de aquecimento durante sua estadia em Melbourne. Apenas jogadores totalmente vacinados  ou com este tipo de autorização podem participar do Aberto da Austrália  .

No momento, não se sabe se o atleta pretende contestar a decisão das autoridades australianas, que afirmaram que Voracova pode deixar o país a qualquer momento.

Anteriormente, em resposta ao cancelamento do visto de Djokovic, o governo australiano anunciou que as autoridades de saúde do país oceânico haviam informado Craig Tiley, chefe da Tennis Australia, que jogadores não vacinados que haviam se submetido ao coronavírus  não têm direito a uma isenção . 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.