Biden chama Putin de ‘criminoso de guerra’ após massacre de Bucha

Compartilhe

O presidente dos EUA, Joe Biden, chamou na segunda -feira as atrocidades cometidas pela Rússia e pelo presidente Vladimir Putin em Bucha, na Ucrânia, de “crime de guerra”, mas disse que não foi um genocídio, acrescentando que está analisando mais sanções à Rússia.

“Você deve se lembrar que fui criticado por chamar Putin de criminoso de guerra. Bem, a verdade é que você viu o que aconteceu em Bucha. Isso o garante – ele é um criminoso de guerra. Mas temos que reunir as informações. Temos que continuar fornecendo à Ucrânia as armas de que eles precisam para continuar a luta e temos que obter todos os detalhes para que isso possa ser real – ter um julgamento por crime de guerra. Esse cara é brutal e o que está acontecendo em Bucha é ultrajante e todo mundo viu”, disse Biden a repórteres ao desembarcar em Washington, DC.

Questionado se os crimes cometidos em Bucha justificam a situação de genocídio, Biden disse a repórteres: “Não. Acho que é um crime de guerra”.

Biden também disse que estava “buscando mais sanções” e as anunciaria em breve.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.