Bolsonaro afirma que vai procurar WhatsApp para impedir acordo com TSE

Compartilhe

O presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou neste sábado (16) que vai procurar representantes do WhatsApp no Brasil para tratar do acordo firmado entre o aplicativo e o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que deixou somente para depois das eleições a incorporação na plataforma de uma função que amplia o alcance de mensagens.

“Já conversei com o (ministro das Comunicações) Fábio Faria, vai conversar com representante do WhatsApp aqui no Brasil para explicar (o acordo). Se ele (WhatsApp) pode fazer um acordo com o TSE, pode fazer comigo também, por que não?”, disse Bolsonaro, em entrevista à CNN Brasil.

O aplicativo anunciou na quinta-feira (14) que vai lançar uma nova funcionalidade no Brasil , chamada Comunidades, no próximo ano. O recurso vai possibilitar que administradores reúnam diferentes grupos sob um só guarda-chuva, ampliando o alcance de mensagens.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.