Bolsonaro diz que ainda vai decidir se vai ou não a debates

Compartilhe

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta segunda-feira que a sua participação nos debates no primeiro turno das eleições era uma “questão de estratégia” e queria deixar “em aberto” a sua presença. O posicionamento é um recuo da declaração de sexta-feira, quando afirmou que participaria caso o ex-presidente Lula confirmasse presença.

“É uma questão de estratégia o primeiro turno, nenhum presidente participou. Então quero deixar em aberto isso daí. Se eu falar “vou”, mas depois não vou, vão me atacar. Se eu (digo) “não vou” e depois vou, atacam. Então deixo aberto”, afirmou em entrevista ao canal AgroMais.

Na sexta-feira, Bolsonaro afirmou que analisaria a sua ida aos debates, mas logo mudou de ideia e desafiou o ex-presidente a participar também. Lula lidera a corrida pelo Palácio do Planalto com 48% das intenções de voto, segundo o Datafolha, contra 27% do atual ocupante do cargo.

“Eu fecho agora, se Lula for eu vou junto com ele”, disse. 

Na semana passada, em entrevista ao apresentador Ratinho, Bolsonaro havia confirmado apenas a presença nos debates do segundo turno.

“No segundo turno eu vou participar. No primeiro turno, a gente pensa, porque se eu for, os 10 candidatos vão querer dar pancada em mim e eu não vou ter tempo para responder. Eu acho que o debate deveria ser perguntas pré-acertadas antes para não baixar o nível”, disse Bolsonaro ao apresentador.

Dez debates já foram marcados pelos principais veículos de comunicação do país durante o primeiro turno da campanha para a Presidência da República. Outros sete estão previstos para o segundo turno. Lula e Bolsonaro têm estratégias distintas para os encontros.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.