Bolsonaro: ‘Se precisar, iremos à guerra’, em discurso no Paraná

Compartilhe

O presidente Jair Bolsonaro convocou seus apoiadores para uma “guerra” em defesa do que chama de liberdade e para evitar que o Brasil siga o caminho de países que elegeram presidentes de esquerda, como Argentina, Venezuela e Chile.

“Não apenas eu, mas todos nós temos problemas internos no Brasil. Surgiu uma nova classe de ladrão, que são aqueles que querem roubar nossa liberdade” disse Bolsonaro em um discurso em Umuarama (PR). “Se precisar iremos à guerra, mas quero o povo ao meu lado consciente do que está fazendo e porque está lutando.”

Bolsonaro disse ainda que não cabe apenas às Forças Armadas defender o país e que não se pode esperar 2023, 2024 para “ver a situação do Brasil e falar do que não fizemos em 2022”.

“Temos que nos informar e nos preparar. Não podemos deixar que o Brasil siga o caminho de outros países da América do Sul”, afirmou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.