Bolsonaro sobre comunismo: “Faremos o possível para que o povo seja livre

Compartilhe

O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, voltou a defender nesta terça-feira a necessidade de armar civis e repetiu que “o povo armado nunca será escravizado”.

“A arma de fogo nas mãos do cidadão de bem, mais do que defender sua família, passa a defender sua pátria”, comentou em ato de pré-campanha para as eleições de outubro na cidade de Jataí, no estado de Goiás. .

Ataque a Lula

Nesta terça-feira, Bolsonaro garantiu que seu governo é “radicalmente contra o aborto, contra a ideologia de gênero e o comunismo”.

“Faremos o possível para que o povo seja livre, apesar da tentativa de alguns de querer mudar nosso regime”, disse em clara referência a Lula.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.