Buracos misteriosos encontrados no fundo do Oceano Atlântico intrigam cientistas

Compartilhe

A Administração Nacional Oceânica e Atmosférica dos EUA (NOAA) informou que seus cientistas encontraram buracos ordenados no fundo do Atlântico, cerca de 2.540 metros abaixo da superfície do oceano.

A origem desses buracos intrigou os cientistas. “Embora os buracos pareçam quase feitos pelo homem, as pequenas pilhas de sedimentos ao redor deles sugerem que eles foram escavados. Tentamos, mas não conseguimos dar uma olhada nos buracos e explorá-los com as ferramentas do veículo de controle remoto”, diz um pesquisador.. Comunicado de imprensa da NOAA .

Os especialistas da NOAA propuseram que alguma vida marinha desconhecida poderia tê-los feito, ou que o fenômeno se deve a processos geológicos.

Os estranhos buracos foram descobertos pela tripulação do navio Okeanos Explorer da Administração Nacional Oceânica e Atmosférica que estava explorando a Dorsal Meso-Atlântica, uma região praticamente desconhecida do fundo do mar que faz parte da maior cordilheira do mundo.

O comunicado destaca que, em 2004, outro grupo de cientistas também encontrou buracos no fundo do Oceano Atlântico, a cerca de 2.000 metros de profundidade, e também ficaram muito intrigados. Eles chamaram os buracos de ‘Lebenspuren’, que pode ser traduzido do alemão como ‘traços de vida’.

Em 2004, os cientistas sugeriram que os buracos foram feitos por um organismo que vivia nos sedimentos do fundo do mar. Mas, como ninguém viu essa criatura, é apenas uma hipótese. Os exploradores apresentaram suas imagens em algumas redes sociais para coletar outras hipóteses a respeito.

“Recebemos uma variedade de respostas, de alienígenas a uma espécie desconhecida de caranguejo, gás subindo do fundo do mar… e muito mais”, dizia o comunicado da NOAA.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.