Canadá enviará artilharia pesada para a Ucrânia após conversa com Biden e Johnson, diz Trudeau

Compartilhe

O primeiro-ministro canadense, Justin Trudeau, confirmou na terça-feira que seu país entregará artilharia pesada à Ucrânia.

Questionado durante uma entrevista coletiva sobre a ajuda canadense à Ucrânia em seu conflito com a Rússia, o político disse que Ottawa apoia Kiev em diferentes níveis.

“Nosso apoio à Ucrânia tem sido financeiro, pois continuamos a desembolsar bilhões de dólares em fundos para ajudar a Ucrânia. […] Intervimos com assistência militar, não letal e letal, e é claro que estamos lá com ajuda humanitária, ” , disse Trudeau em Dalhousie, uma cidade na província de New Brunswick.

“Nas últimas semanas, estivemos em contato próximo com o presidente Zelensky […], e estamos muito receptivos ao que eles precisam mais especificamente. Seu pedido mais recente ao Canadá é ajudá-los com artilharia pesada, porque é isso que a fase é toda sobre a guerra agora. O Canadá enviará artilharia pesada”, disse Trudeau, prometendo dar mais detalhes sobre a entrega no futuro.

“Continuaremos a apoiar a Ucrânia e defender os valores que sustentam todas as sociedades livres”, disse o primeiro-ministro canadense.

No início do mesmo dia, Trudeau conversou por vídeo com o presidente dos EUA, Joe Biden, e o primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson. Após a conversa, Biden e Johnson também confirmaram sua disposição de enviar mais artilharia à Ucrânia, relata a Reuters .

Em particular, o líder britânico disse aos legisladores sobre o conflito russo-ucraniano: “Isso se tornará um conflito de artilharia, [os ucranianos] precisam de apoio com mais artilharia, é isso que daremos a eles […] formas de apoio. De sua parte, Biden respondeu positivamente a uma pergunta aberta sobre o possível envio de mais artilharia para a Ucrânia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.