Cientistas israelenses desenvolvem alerta de dois dias para prevê grandes terremotos

Compartilhe

Pesquisadores da Universidade Ariel de Israel criaram um método para prever com precisão grandes terremotos dois dias antes de ocorrerem – medindo o que está acontecendo acima da superfície da Terra, não muito abaixo dela.

Os cientistas concordam que é importante ser capaz de prever terremotos bem antes que eles aconteçam, mas eles não concordam sobre o melhor método para detectar “assinaturas” de terremotos. Ainda não é possível prever terremotos buscando sinais na crosta terrestre.

“Os sistemas de previsão de última geração hoje são baseados principalmente em modelos numéricos e são incapazes de descrever com precisão os processos físicos que levam a eventos sísmicos”, dizem pesquisadores da Universidade Ariel, em Israel.

Um método mais promissor pode ser procurar assinaturas em camadas da atmosfera da Terra, causadas por ondas acústicas e gravitacionais.

Os cientistas relatam na revista científica Remote Sensing que, estudando as mudanças na camada da ionosfera, eles podem fazer uma previsão positiva de um forte terremoto com até 48 horas de antecedência com 80% de precisão e uma previsão negativa (onde um terremoto não ocorrerá) com 85,7% de precisão.

Esses especialistas das áreas de física, geofísica, engenharia civil e ciência da computação desenvolveram uma técnica de máquina de vetor de suporte de aprendizado de máquina (SVM) que usa dados de mapa de GPS do conteúdo total de elétrons ionosféricos para calcular a densidade de carga eletrônica dessa camada.

O estudo foi financiado pelo Ministério da Energia de Israel e pela Fundação de Ciência de Israel.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.